• Silvia Lima Vallochi    Psicóloga Clínica

    CRP 06/50.888-3

Menu

Atendimentos Clínicos

Todos nós queremos saber por que estamos aqui. Qual é nosso propósito nesta vida? A Psicologia Analítica é a ciência que estuda a psique humana em toda a sua totalidade, fundamentada nas suas relações sociais, familiares, psíquicas, corporais, espirituais e ecológicas. Através da investigação do nosso relacionamento com estas instâncias é possível estabelecer pontos de desequilíbrio, conflitos e alienação e traçar planos para buscar Equilíbrio em nossa Jornada Interior.

O objetivo da Psicologia Clínica é investigar a vida psíquica da pessoa, reconhecendo, aceitando e trabalhando para atingir o autoconhecimento, prevenindo e aliviando sofrimento psíquico.

 A área de atuação do psicólogo clínico se concentra em algumas modalidades, como:

Nestas áreas, minha atuação é concentrada fundamentalmente nos referenciais teóricos baseados na Psicologia Analítica (leia mais) de Carl Gustav Jung e na Psicossomática (leia mais). Como metodologia de trabalho uso a terapia verbal, métodos criativos, técnicas expressivas gráficas ou plásticas, análise de sonhos,  Sandplay (caixa de areia), outros materiais que possam ser utilizados como instrumentos simbólicos; ou seja, que possibilitem a ampliação da consciência através do conhecimento do inconsciente.

 

"Erros são, no final das contas, fundamentos da verdade. Se um homem não sabe o que uma coisa é, já é um avanço do conhecimento saber o que ela não é." Carl Gustav Jung
 


 

Psicodiagnóstico

É o processo de investigação da dinâmica psíquica da pessoa que busca o atendimento. Baseia-se na queixa trazida, na história de vida, no caráter de personalidade e no grau de comprometimento emocional, social, familiar, corporal e cognitivo que a pessoa apresenta.      

 O psicodiagnóstico é feito utilizando-se técnicas específicas da área, como anamneses, entrevistas semi-dirigidas, técnicas projetivas, testes psicológicos e método sandplay, baseados nas necessidades de cada caso.

Além de esclarecer algumas dúvidas levantadas pelo paciente, o psicodiagnóstico também possibilita a escolha do melhor procedimento para aquela pessoa.

Tal proposta se direciona a adolescentes, jovens e adultos.

 

“A história de uma vida começa num dado lugar, num ponto qualquer de que se guardou a lembrança e já, então, tudo era extremamente complicado. O que se tornará essa vida, ninguém sabe. Por isso a história é sem começo e o fim é apenas aproximadamente indicado.” Carl Gustav Jung
 

 

 

Psicoterapia individual 

A Psicoterapia é um processo feito juntamente com um profissional especializado que tem como objetivo a compreensão profunda de quem somos, quais nossos mecanismos de conduta frente aos problemas da vida e como podemos superar nossos conflitos internos.

O Psicólogo atua como um “facilitador” neste processo, ajudando o indivíduo a entrar em contato com suas dificuldades, suas emoções, seus pensamentos e mecanismos de ação frente às situações da vida, num ambiente sem preconceitos, valores, julgamentos ou críticas.

Como disse Jung, “Sua visão se tornará clara somente quando você olha para dentro do seu coração. Quem olha para fora sonha; quem olha para dentro desperta.”

Assim, é um processo que possibilita a reflexão sobre como a pessoa se relaciona com ela mesma, com os outros e com o mundo. Traz a possibilidade de buscar recursos internos que ampliem suas percepções e façam com que a pessoa lide de maneira mais construtiva e consciente para atingir sua Totalidade.

A Psicoterapia individual, focada na pessoa e em tudo o que a cerca, pode ser desenvolvida através de uma Abordagem Breve, Psicoterapia ou Análise.

Na Terapia Breve o trabalho é feito de maneira focal em alguma queixa apresentada pela pessoa, com duração dentro de um tempo previamente estabelecido.

 

Na Psicoterapia o trabalho é desenvolvido para as pessoas que estejam vivenciando dificuldades específicas em suas vidas, como dificuldades de relacionamentos, profissionais, transtornos psíquicos e outros. Buscam ajuda para compreender a situação, suas características e suas potencialidades que as levem a descobrir caminhos superar seus conflitos.

Na análise, além das queixas específicas como questões principais da pessoa, há o objetivo maior de busca por um conhecimento profundo de si mesmo e um amadurecimento psicológico.

As sessões têm duração de cinqüenta  minutos e sua regularidade depende da condição psicológica da pessoa. Habitualmente feita uma vez por semana, existem situações de crise em que sejam necessárias uma freqüência maior para que seja dado um maior suporte ao paciente e que ele seja amparado em seu sofrimento psíquico da melhor maneira possível.

 

 “O encontro de duas personalidades assemelha-se ao contato de duas substâncias químicas: se alguma reação ocorre, ambos sofrem uma reação.” Carl Gustav Jung
 

 

 

Psicoterapia para Casais

A Psicoterapia voltada para casais funciona nas mesmas bases da psicoterapia individual. Entretanto, o maior objetivo aqui é proporcionar ao casal uma melhoria na comunicação para que cada um consiga compreender a situação em que se encontra o casal, a si próprio e de que forma chegar a uma resolução para a manutenção ou não da relação conjugal onde permaneçam duas pessoas inteiras e completas.

O casamento é a união de duas individualidades para se formar uma terceira instância, inteira, viva, potencializada. Ele é compreendido como uma das formas para que a pessoa consiga ver a si mesmo e siga no seu processo de individuação, facilitando o processo do Outro também.No processo psicológico são feitas abordagens verbais, criativas e utilização de técnicas projetivas e de dinâmicas, utilizadas de acordo com a necessidade e características do casal.

 

"Sou eu próprio uma questão colocada ao mundo e devo fornecer minha resposta; caso contrário, estarei reduzido à resposta que o mundo me der" Carl Gustav Jung
 

 

 

 

Orientação Familiar

O trabalho de Orientação Familiar tem como objetivo criar um espaço onde sejam discutidos problemas e/ou conflitos familiares dentro de uma abordagem focal, buscando possibilidades para a solução de problemas de acordo com as condições da família em questão.

De modo geral, estão compreendidas numa família relações muito complexas. Além das primeiras relações de modelos femininos e masculinos que todos os indivíduos adquirem no âmbito familiar, também vão ser fundamentais as formações de caráter, valores morais, percepção e respeito (ou não) do outro, obediência a regras, adaptações às normas sociais, papéis a serem desempenhados na família e na sociedade, e tantos outros.

Além destas características inerentes ao desenvolvimento psíquico do ser humano, ainda passamos por situações traumáticas como falecimentos, separação do casal, ou de outra pessoa querida, doenças crônicas, deficiências físicas, transtornos psíquicos.

Todos estes acontecimentos afetam de uma ou outra forma cada um de nós. Em certos momentos é necessário dar suporte à família para que ela lide com o sentimento de impotência e amplie o significado simbólico de suas experiências. Não se trata de uma terapia familiar no sentido de aprofundamento de características pessoais de cada membro desta família, mas sim de uma visão simbólica do sistema familiar como um todo.

Este atendimento pode ser feito ao casal ou à família inteira, dependendo das necessidades da situação.

 

“Queremos ter certezas e não dúvidas, resultados e não experiências, mas nem mesmo percebemos que as certezas só podem surgir através das dúvidas e os resultados somente através das experiências.” Carl Gustav Jung
 


 

Supervisão Clínica e Grupo de Estudo

A supervisão clínica e os Grupos de Estudo são destinados a profissionais que procuram uma orientação sobre o atendimento psicoterapêutico, com a intenção de estruturar a abordagem, buscar técnicas que o auxiliem em seu trabalho, mas acima de tudo buscam ampliar seu conhecimento no referencial teórico, na estrutura psíquica de seu paciente, nos caminhos a serem percorridos e na relação contra-transferencial.

A supervisão clínica pode ser feita individualmente ou em grupo (até cinco pessoas) e tem como objetivo principal a discussão de casos clínicos trazidos pelo grupo ou pelo terapeuta individualizado. Em paralelo são recomendados livros, textos e discussão de técnicas de atendimento.

O grupo de estudo é desenvolvido de acordo com a necessidade das pessoas que buscarem por ele. Os temas serão determinados nos primeiros encontros e estarão compreendidos entre a abordagem de Jung e suas especificações, a psicossomática, o jogo de areia, técnicas de atendimento. Os encontros são semanais ou quinzenais, dependendo da disponibilidade de horários e interesses dos grupos, com no máximo cinco integrantes.

 

"O sábio não é o homem que fornece as respostas verdadeiras; é o que formula as perguntas verdadeiras." (Levy-Strauss)